Imagem capa - Dicas para criar memórias e registar momentos únicos... sem sair de casa! por PORTRAITS
Dicas

Dicas para criar memórias e registar momentos únicos... sem sair de casa!




Num momento como o que vivemos, em que se apela ao isolamento social, em que todos os abraços e beijinhos de familiares e amigos ficam adiados por tempo indeterminado, quero fazer-vos um apelo: Não deixem de eternizar momentos importantes da história da vossa Família!

O meu estúdio está equipado com todos os equipamentos, acessórios e adereços (de fotografia e não só) que considero essenciais para vos proporcionar total conforto e segurança, enquanto registo momentos único e especiais… Mas falta o mais importante: as minhas famílias!

A realização de sessões vai continuar suspensa até que estejam reunidas as condições para fazê-lo com total segurança…

Entretanto deixo-vos aqui algumas dicas para ajudar a tirar partido desta nova realidade… e para continuarem a registar a vossa história! Acreditem que, daqui a uns meses/ anos, vão dar muito valor a estas imagens!




O período de gestação de um novo ser é único e especial. São meses de espera, de adaptação e de preparação para a chegada de um novo membro à família que ficarão gravados para sempre na memória… porque não fazê-lo de forma física através da fotografia?

Futuras mamãs, tirem o máximo partido da câmara e do telemóvel e registem os momentos mais marcantes desta jornada como o dia em que souberam que iam ser papás e sejam criativos na forma como anunciam aos familiares e amigos…



Se fizerem esse anúncio através de uma videochamada, registem esse momento!
E continuem a registar esta jornada, criando um diário visual…



As imagens que acabei de partilhar foram tiradas em estúdio, mas podem ser facilmente adaptadas a um ambiente mais caseiro… escolham o vosso vestido preferido (ou aquele que mais vos favorece), uma camisola ou aquelas peças básicas que todas as mulheres têm, escolham um espaço da vossa casa (quarto, sala, varanda, jardim) que seja harmonioso e que tenha boas condições de iluminação, e comecem a dar aso à vossa criatividade… Tirem partido das janelas para obter uma luz suave e direccional, procurando sempre iluminar o rosto de forma uniforme… O ideal será recorrer a uma janela onde o sol não esteja a incidir directamente. Mas se isso não for possível, e se tiverem uma luz solar muito forte e a incidir de forma directa, podem afastar-se um bocadinho da janela ou e difundi-la com um tecido ou uma cortina translúcida, para suavizar as sombras. Se for um dia nublado, basta abrir a cortina e deixar a luz entrar…

Experimentem diferentes posicionamentos relativamente ao ponto de luz (lado, frente e de trás para retratos em contraluz). Podem tirar partido das paredes brancas (ou de outra cor) que têm em casa para fazer retratos mais minimalistas ou podem incluir o vosso meio ambiente, mas não se esqueçam que vocês devem ser sempre o elemento em destaque!

Podem encontrar algumas inspirações de roupa (e também de poses e enquadramentos) na nossa página do Pinterest PORTRAITS:



Incluam também o pai e os filhos mais velhos (caso existam) para fazer retratos de família. E lembrem-se que eles resultam sempre melhor se houver uma harmonia de cores e de estilo entre todos os participantes.



A chegada de um novo membro é um momento único e especial… mas em períodos de isolamento como o que vivemos actualmente, as visitas, os abraços e os beijinhos dos avós, assim como dos restantes familiares e amigos ficam adiados… E as imagens ganham ainda mais importância porque podem ser partilhadas sem qualquer limite ou risco.

Abram as janelas, deixem entrar a luz e comecem a registar (até ao mais ínfimo detalhe) para depois inundarem as caixas de e-mail e de mensagens dos vossos familiares e amigos com imagens lindas e ternurentas.

Escolham um cenário (o vosso quarto, o espaço do bebé, a sala…), assegurem que a luz é suave e direccional, iluminando de forma uniforme o rosto ou o detalhe do vosso bebé que pretendem registar.
Recuem um pouco para fazer planos mais abertos que deixem entrar elementos do espaço e do ambiente que o rodeia. Comecem a aproximar-se, aos poucos, para captar imagens mais pormenorizadas do rosto, olhos, lábios, pezinhos, mãos, orelhas, cabelo… Mas sempre sem flash!





Façam composições com roupinhas, acessórios e objectos com um significado especial. Não se esqueçam dos retratos só com a mãe, só com o pai, só com o(s) irmão(s) (caso existam). E, se possível façam também um retrato com todos, recorrendo ao temporizador da câmara fotográfica ou do telemóvel.




Tirem o máximo partido deste período em que podem passar mais tempo com os vossos filhos e registem a dinâmica entre os vários elementos da vossa família.

Sigam uma rotina de sono, de estudo e de actividades de lazer... Incluam, sempre que possível, as crianças nas tarefas domésticas (arrumação da casa ou das compras, preparação de refeições,…).

Aproveitem as brincadeiras e as actividades em família para registar aquele sorriso ou aquela gargalhada natural que todos os pais (e avós) adoram… ou captar aquela expressão de quem acabou de fazer uma marotice, aquela careta ou aquele abraço que muitas vezes acontece logo de seguida.

Tudo pode (e deve ser) fotografado... até mesmo aquelas actividades corriqueiras como o despertar, o banho, a hora das refeições, o estudo, os jogos em família, as brincadeiras, os afectos, as birras, o choro, o caos da sala e/ou do quarto,...



Permitam-me que faça uma última sugestão… Vão guardando estas fotografias e, mais tarde, podem até criar um álbum com a ajuda dos vossos filhos que retrate este período da vossa história!




Espero que tenham gostado!


Sintam-se à vontade para partilhar as memórias que vão criando… 
E para enviar qualquer dúvida ou questão pelos
meios habituais!


Um beijinho,
Susana